Eu quero a minha Caloi

Encontro um amigo na Rua Jardim Botânico
 
– E aí, tá indo pra onde?
– Pra academia
– Academia? Tu é uma tia velha, ninguém mais vai em academia, o negócio agora é pedalar. Pra você ia ser bom pegar um sol, perder essa cor de filé de linguado.
– Taí, tenho uma bicicleta, vou tirar a poeira dela
– Então! Vamos subir até a Vista Chinesa! Hit do verão, acabou essa história de Pepê, Posto 9, Arpoador. Quem quer ver e ser visto tem que subir até a Vista. Te espero no sábado, na esquina da Lopes Quintas.
 
Sábado
 
Vejo ele chegando. Parece um carro alegórico entrando na Avenida. Nem no catálogo da Suvinil tem tanta cor. Acho que os fabricantes de roupas e artigos esportivos devem ser todos daltônicos. Ao me ver ele já começa a dar show
– MAS QUE PORRA DE BICICLETA É ESSA!
– Caloi Barra Forte. Muito boa. É de aço!
 
Ele olha aflito para todos os lados
 
– Virou entregador de farmácia? Tira essa coisa horrenda daqui, rápido, antes que passe algum conhecido.
– Qual o problema?
– Tá vendo a minha? Isso sim é bicicleta. Quadro de fibra de titânio finlandês, freio Armani, pedais Lamborghini… o selim é feito à mão por eunucos cegos no interior do Uzbequistão. Pesa cem gramas, com meia pedalada ando dois quarteirões.
– Mas a idéia não é fazer esforço?
– Lá vem voce com esse teu comunismo chato. E que roupa é essa? Camiseta branca? Faça-me o favor…
– É Hering, coisa fina, nenhum furo.
– E cadê o high-tech dela? Esta outfit foi desenvolvido pela NASA, com ajuda do MIT. Tem mais tecnologia aqui do no ônibus espacial. E também é sustentável: 0,00001% do valor dela é doado para a compra de mariolas para alguma tribo africana, tipo ianomâmi, masai, xavante, sei lá, algo assim.
– Precisa?
– Mas é claro! Quanto mais dinheiro voce gasta mais calorias queima, existe um estudo da Nike que comprova essa teoria. já vestindo essa roupa de algodão e com essa bicicleta jurássica você vai chegar lá mais gordo do que saiu daqui. Não dá para brigar com a ciência meu camarada.
– Tem razão, melhor voltar para a minha academia, lá não tem esse problema.
– Depende: quanto é a mensalidade?

One thought on “Eu quero a minha Caloi

  1. Ana Flores disse:

    Kkkkkk. Situação mais comum do que imagina nossa vã filosofia…

Deixe uma resposta