A moça da barriga sarada

(Originalmente publicado no http://projetocolabora.com.br )

 

A moça da barriga sarada chega aos dois milhões de seguidores no Instagram.

Ao ler isso fico intrigado, preciso conferir. É importante estar por dentro dos fenômenos culturais do meu tempo, saber o que está acontecendo à minha volta. Li isso num livro do século passado.

A primeira foto é da moça na praia, de biquini, exibindo a tal barriga sarada. A imagem tem cinquenta mil likes. A seguinte é muito parecida, deve ter um coqueiro lá no fundo que é diferente, mas os dois milhões não parecem se importar. Sessenta mil likes. Na terceira ela está numa academia, mais uma vez mostrando a barriga. Outros milhares de likes. Ela posa do lado do logo da tal academia mas, desconfiada – com alguma razão – da perspicácia do seu público, repete o nome da academia na legenda. A audiência exulta. Cem mil likes.

A quarta é um texto, de auto-celebração. Talvez por ser um texto os likes diminuem, agora são só vinte mil. Faz sentido, se a pessoa gostasse de ler não estaria por lá. Na próxima, para alívio geral, tudo volta ao normal, barriga sarada na praia. Os milhões comemoram, à sua maneira: oitenta mil likes. A sequência segue em looping: praia, academia, praia, textinho (auto) celebratório, praia. A audiência se multiplica, extasiada com tanta formosura e sabedoria.

A barriga sarada faz parte dos blogueiros fitness: gente que ganha a vida exibindo o seu dia a dia – praia e academia – e dicas de boa forma – coma menos e faça mais exercícios-. O dinheiro, muito dinheiro, vem dos produtos que aparecem, sem o menor constrangimento, nos posts – malhando com o meu lindo tênis da marca X- . O público, esses dois milhões de sábios, compra tudo com sofreguidão, afinal sabem, gênios que são, que usando o tênis X você será ejetado para uma praia paradisíaca, com vinte kilos a menos. Pode parecer um raciocínio tosco e primário mas o sucesso dessas pessoas confirma que ninguém nunca perdeu dinheiro subestimando a inteligência dos internautas.

O mais curioso é que os blogueiros não fazem nada na vida além de posar para as redes sociais. Não estrelaram filmes, não gravaram discos ou escreveram livros, nada. Também não há uma única dica de dieta que não seja óbvia, não ajudam a descobrir praias desconhecidas, não tem um ângulo diferente para lugar algum. É só barriga sarada e olhe lá. Mesmo no mais rasteiro Big Brother, farol da estultice, pioneiro em tornar protozoários celebridades, tinha algo acontecendo, um resquício de drama, nem que fosse o quadrúpede apaixonado pela sequelada que por sua vez gostava do imbecil. Ao que parece para muita gente até esse fio de trama do BBB era complicado demais. Os blogueiros fitness vieram ocupar esse vácuo.

Os comentários nos posts são uma atração à parte, de certa maneira até mais interessantes que as fotos. Grunhidos, frases sem nexo, reflexões sem nenhum sentido. Já vi pessoas saídas de um derrame com mais articulação. Um mix de inveja, admiração torta, fanatismo histérico e oligofrenia patológica. A parte boa é que toda essa gente conseguiu um motivo para viver: ter um abdomen perfeitamente definido. Quem disse que as utopias morreram?

Após exasperantes quinze minutos deixo o instagram da moça de barriga sarada de lado e volto aos livros antigos. Se é isso que está acontecendo lá fora é melhor voltar para dentro.

3 thoughts on “A moça da barriga sarada

  1. Meteus on line disse:

    Genial !
    Achei que você iria usar a palavra bunda. Afinal quando aparece a bunda o número de likes explode > 150mil likes.
    E quantas moças turbinam seu seguidores empinando o rabo ou mostrando decotes? kkkk. Eu gosto de ver belas bundas femininas e decotes, claro ! kkk

  2. regina mas disse:

    Francamente, é de dar dó… Melhor voltar aos livros antigos…Quanta mediocridade!

  3. Christinna Costa disse:

    Ri muito Leo…mas a constatacao e’ de uma tristeza…pobreza e vazio sem fim!
    (desculpe pelo compu em relacao aos acentos e etcs…)

Deixe uma resposta