Férias

Estamos em janeiro e todos reclamam sem parar dos aeroportos. “Virou rodoviária!” dizem, esquecendo que se tem algo democrático no Brasil é a falta de educação. Do piscinão de Ramos ao Country Club é muito pau de selfie e pouco por favor.  Quando chega a hora do avião, o aperto potencializa a grossura e o que se vê é um desastre: empurra-empurra na hora de embarcar, gente tentando levar uma mudança dentro da cabine, banheiros emporcalhados, muito celular ligado e todos falando aos gritos. O grande problema é que para controlar essa tigrada toda há apenas duas ou três mocinhas frágeis que mal conseguem convencer uma criança a desligar o maldito tablet durante a aterrissagem.

Mas eu tenho a solução

Como os caças suecos ainda não chegaram, tem muita gente na aeronáutica esperando, de bobeira. Por que não usar os sargentos como comissários de bordo durante estes meses de férias? Aí sim a coisa ia entrar nos eixos

O rapaz sai do banheiro. O sargento vai verificar se foi deixado perfeitamente limpo. Não foi. Vai até o assento do rapaz e o leva de volta pela orelha.
– O que é aquele papelzinho no chão???!!!!
– …não sei…alguém deve ter deixado cair..
– Foi o senhor, seu porcalhão asqueroso!! Pegue agora o papel! E como castigo vai ter que limpar o banheiro da outra ponta! Com a língua! Rápido! Agora!

– O que o senhor está levando!!!???
– …uma mala…
– e o que é isso na outra mão???
-…uma sacola…
– A mocinha não entendeu que é um volume só? Um volume!!! Não sabe contar???

O sargento/comissário confisca a sacola do passageiro e joga para fora do avião.

– Quem mandou tirar os sapatos???!!!!!
– …é que tava incomodando…
– Incomodando a quem??? O nenenzinho não pode ficar calçado durante alguma horas??? Ponha os seus sapatos já que o senhor está empestiando todo o avião!!! E vai ter que engraxar os coturnos de toda a tripulação para aprender a se comportar!

E, finalmente, a aterrissagem:

– Senhores passageiros, o avião está prestes a aterrissar. Assim que chegarmos ao terminal faremos uma inspeção para ver se o avião está devidamente limpo e ordenado. Caso contrário todos ficarão de castigo por mais duas horas. A saída será feita ao meu comando. Quem levantar antes terá sua bagagem retida por dois dias.
Sabemos que a escolha da companhia aérea é uma decisão do cliente. Sabemos que a escolha da companhia aérea é uma decisão do cliente. Obrigado por escolher a FAB, quer dizer a Gol, TAM, tanto faz. Todos cantando o hino nacional e marchando para o aeroporto. Agora!

2 thoughts on “Férias

  1. regina disse:

    Pensei que só eu reparasse na falta de educação generalizada do brasileiro.
    Adorei sua crônica!
    A propósito, quando vai sair o livro?
    bços regin@

  2. Adoro quem e quando me faz rir, pois tudo o que temos pela frente é mais dramático do que as “Edições Editomex”, dos anos 50, mesmo com pinta de sensuais.

Deixe uma resposta